Energia aeólica

Energia solar e eólica em assentamentos rurais

Já abordamos diversas vezes aqui no blog sobre a eficiência das soluções solares off grid (não conectado à rede) para lugares remotos. Regiões como áreas rurais, fazendas e localidades afastadas costumam não ter acesso à rede elétrica das concessionárias e distribuidoras de energia. Nestes casos, a autonomia dos sistemas solares com bateria e a abrangência do Sol como fonte energética são uma combinação ideal para atender às necessidades. O mesmo raciocínio vale para as soluções eólicas – energia a partir do vento. Com base nisso, o projeto de lei PLS 384/2016 prevê a instalação de parques eólicos e solares para a produção de energia elétrica em assentamentos da reforma agrária. 

No final de junho, o assunto foi debatido na Comissão de Agricultura e Reforma Agrária (Secretaria de Apoio à Comissão de Agricultura e Reforma Agrária). Até a publicação deste texto, a matéria encontrava-se com a Relatoria. Segundo o Senador Jean Paul Prates, o projeto reconhece como direito dos beneficiários da reforma agrária “a participação no resultado da exploração de recursos para fins de geração de energia elétrica”. Um ponto de discussão é o uso de 30% da área dos imóveis para essa exploração. De um lado, há quem defenda que em lotes com limitação de espaço, a porcentagem daria margem para transformação do local em uma usina elétrica. A questão é contraposta aos objetivos da Reforma Agrária: produção de alimentos e fonte de renda para família rurais.

Mesmo com debates sobre as condições de implementação do projeto, na visão de Juraci Moreira Souto, representante da Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura, a iniciativa é “uma grande oportunidade”, principalmente para driblar o êxodo rural. Os defensores da proposta frisam que a ideia é associar a geração de energia solar e/ou eólica com as atividades rurais. Ou seja, o foco seria mantido na atividade principal. 

Vantagens da energia solar em assentamentos rurais.

Especificamente sobre as soluções fotovoltaicas, o uso já acontece em sistemas de irrigação, bombeamento de água, piscicultura, resfriamento de processos produtivos, iluminação, cercas elétricas, etc. Tal versatilidade de aplicação é um benefício valioso para áreas rurais, que enfrentam desafios relacionadas às limitações da localização.

Além disso, os sistemas solares off grid representam economia e têm elevada durabilidade (mais de 20 anos de vida útil). Outro ponto de destaque é a sustentabilidade, vantagem importantíssima dos sistemas solares. O Sol é uma fonte de energia limpa e renovável, sendo uma opção melhor para o Planeta do que o uso de combustíveis fósseis, como é o caso de geradores a diesel. Levando-se apenas estes pontos em consideração, já fica perceptível a utilidade do projeto. Na visão da SS Solar, usar as vantagens da energia solar em áreas rurais é uma tomada de decisão estratégica e com benefícios para todos os envolvidos.

0 Comments

leave a comment