Energia solar fotovoltaica atrai investimentos

Atualmente, o Brasil possui 73 usinas solares fotovoltaicas de grande porte e a potência instalada operacional atingiu o equivalente a 1,2% da matriz elétrica do País. O número parece baixo, mas representa a ultrapassagem da energia solar sobre a energia nuclear (usinas de Angra I e Angra II). A informação é da Absolar – Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica – que afirmou em março de 2019 que o Brasil alcançou a marca de 2.056 megawatts (MW) gerados pela energia solar.

Além de claramente em ascensão, as soluções solares ainda têm muito potencial de avanço no Brasil, que possui excelentes índices de incidência do Sol. A soma destes fatores positivos tem movimentado o segmento. De acordo com divulgação oficial do Ministério de Minas e Energia, os investimentos podem crescer muito mais com o interesse de empresas nacionais e internacionais em participar dos seis leilões de energia a serem realizados entre 2019 e 2021.

Além dos projetos de grande magnitude, há também as iniciativas de pequenas e médias empresas, que visam redução de custos e sustentabilidade. Há ainda o crescimento do uso particular, visto que consumidores residenciais também se beneficiam com os descontos direto na conta de consumo dos sistemas on grid – conectados à rede.

Aliás, o horizonte é otimista de diversos pontos de vista. As linhas de crédito e financeiros demonstram que os bancos enxergam o potencial solar como um bom negócio. A fim de estimular a geração de energia a partir de fontes renováveis, há aumento do investimento para desenvolvimento de soluções sustentáveis. Inclusive, o próprio fator sustentabilidade é um propulsor neste cenário. Afinal, o interesse em atender às agendas de redução de impactos ambientais e de cuidado do Planeta também movimentam aplicações e novos negócios.

Segundo dados da Aneel, entre 2013 e 2018, o número de conexões de microgeração de energia subiu de 23 para 30.900. Destas, 99% foram soluções de energia solar. Os números deixam claros o avanço exponencial do segmento e o mercado aquecido: combinação poderosa. Sejam recursos financeiros para fomentar a energia fotovoltaica ou aportes diretos nos projetos solares, para todos os lados que olhamos há incentivos e investimentos. Se juntarmos à equação o fato do Brasil receber uma das maiores irradiações solares do mundo, as expectativas são potencializadas com o brilho do Sol. E você, vai aproveitar o momento para também investir em soluções solares?

0 Comments

leave a comment