Energia solar no Brasil e no mundo

Você sabia que a radiação solar que atinge a Terra durante um dia é capaz de alimentar o consumo elétrico do Planeta por um ano inteiro? Com maior potencial de geração de energia do que todas as demais fontes juntas, as soluções solares estão em crescimento em todo o mundo, incluindo o Brasil. Além da capacidade de geração estrondosa, outro apelo fortíssimo das soluções fotovoltaicas é a sustentabilidade. Afinal, em meio ao efeito estufa e aos impactos negativos dos combustíveis fósseis, o Sol é uma fonte de energia limpa e renovável. 

Energia solar no Brasil

A projeção divulgada no início do ano pela Absolar (Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica) foi de que o Brasil deveria ter um salto de 44% na capacidade instalada de energia solar em 2019. O ano ainda não acabou para podermos confirmar se o salto foi alcançado ou até superado. Ainda assim, é inegável o avanço das soluções fotovoltaicas.

Um termômetro não preciso, mas válido, é a percepção popular. Em comparação a alguns anos, o assunto energia solar deixou de ser tão distante das massas, sendo pulverizado nacionalmente. O fato de ser possível ver painéis e sistemas à venda em lojas de varejo é um demonstrativo de que as soluções estão em ascensão e expansão. 

Outra forma incomum e também válida de inferir a pulverização é através dos usos menos convencionais das soluções fotovoltaicas, o que mostra inovação em aplicações. As árvores solares do Rock in Rio Brasil, que eram estações de recarga para smartphones, é o Cinesolar, um cinema móvel que usa a energia solar para exibir filmes nacionais em paradas pelo Brasil, são exemplos da ampliação fotovoltaica.

Energia solar no mundo

Falar em energia solar no mundo sem citar Estados Unidos, China e Alemanha é impossível. Gigantes na geração de energia solar, estes países são destaques do setor. Aqui vale destacar a meta alemã de ter 100% de seu consumo energético apoiado em fontes renováveis até 2050. Um objetivo que demonstra a mudança de mindset por trás do avanço do setor. As fontes poluentes são nocivas ao Planeta e, consequentemente, às pessoas. Por isso, repensar soluções e fomentar o avanço de alternativas sustentáveis, como os sistemas fotovoltaicos, é necessidade de primeira ordem global.

Aliás, um parâmetro de medição da relevância global de um assunto é sua tratativa no Fórum Econômico Mundial (Davos). Este ano, a agenda do fórum abordou digitalização de sistemas energéticos, mudança de modelos globais de governança energética e a expectativa de que quase 50% da energia global deverá ser gerada a partir de energia eólica e solar até 2050, ratificando a relevância do segmento.

0 Comments

leave a comment